Não importa se é grande ou pequena, pode ter certeza de que a sua colaboração faz a diferença na vida das nossas crianças.
Com a sua ajuda, elas poderão correr cada vez mais longe em busca dos seus sonhos.

Não importa se é grande ou pequena, pode ter certeza de que a sua colaboração faz a diferença na vida das nossas crianças.
Com a sua ajuda, elas poderão correr cada vez mais longe em busca dos seus sonhos.

Promovemos a inclusão social, a saúde, a autoestima e a qualidade de vida dos moradores do Capão Redondo, através do esporte.

banner banner

Quem somos

Desde 1999, o Projeto Vida Corrida vem mudando a vida de mulheres e crianças do bairro do Capão Redondo, através do esporte.

Com a corrida de rua, promovemos a inclusão social, a saúde, a autoestima e a qualidade de vida dos moradores.

Liderado voluntariamente por Neide Santos, o projeto hoje conta com 350 participantes e atende 250 crianças e 200 adultos.

Neide

Atividades

  • Corrida

    As atividades de corrida de rua acontecem no Parque Santo Dias, sendo:

    Adultos, de segunda a sexta, às 7h; e infantil, às terças e quintas, às 8h e às 14h.

  • Treinamento Funcional

    Segunda, quarta e sexta, das 7h00 às 9h00

    Projeto Família, onde são atendidos mães, pais e demais familiares acima de 17 anos.

Neide
Neide

A nossa Neide

Marineide Santos Silva, idealizadora e fundadora do projeto, é uma baiana radicada em São Paulo desde 1967, quando se estabeleceu na cidade em busca de um futuro próspero. Desde os 14 anos já acreditava que o esporte mudaria sua vida.

Neide

Em São Paulo, trabalhava de dia em uma oficina de costura, estudava à noite e, nos fins de semana, corria pelas ruas de seu bairro: o Capão Redondo. Mãe de três filhos, um deles foi vítima da violência do bairro há 12 anos, assassinado por um menor durante um assalto.

Sua rotina de treinamento virou uma lição de amor quando um grupo de mulheres pediu sua ajuda para correr. Neide aceitou treiná-las voluntariamente e também todos os frequentadores do Parque Santo Dias, durante suas férias.

A iniciativa, que deveria durar só 15 dias, comemorou 13 anos em janeiro de 2012. Neide abriu mão de 30% de seu salário para dedicar mais tempo aos treinamentos com a comunidade.

O esforço valeu a pena. “Nosso Anjo”, como Neide é chamada pelos amigos, transformou este projeto em realidade. Hoje, atendemos centenas de pessoas, incluindo crianças, jovens e adultos.

A Neide continua morando no Capão Redondo, onde coordena as atividades do projeto e realiza treinamentos, palestras e atendimento à comunidade.